FeeD

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Amor...

[introduzo o texto apenas comentando algo que achei necessário dizer. Tenho uma amiga que, sabiamente (ou não) afirma dizer não precisar de homens quando tem um livro para sentar e deliciar-se lendo!... Pois quando vi essa imagem, não só lembrei dela como pensei no que escrever...]

Envolvo minha desesperada traição em palavras destemidas, agora. Jogar-se pela janela havia sido um confronto à minha falta de paciência, ao meu gênio difícil, eu sei! Mas não era desculpa!
Um guerreiro feito do nanquim de gravuras enfrenta sozinho a desilusão de encontrar-me aos prantos e, sem repudiar-me, escreve em minhas lágrimas palavras ávidas de conforto.
Esqueço o quanto sofri, o quanto me enganei... Não penso mais em voltar.
Desse pequeno quarto onde me acolho desde os infindáveis tempos de alegria, retiro a máquina de escrever... E abandono!
Esqueço... abandono!
Na rua, estranhos me encaram assombrados com o ar fúnebre, enaltecidos pelo sorriso desencorajado de uma louca e pobre alma. Acho que finalmente me entreguei à loucura... À vã loucura desse amor desencorajado... De sopetão, paro! Entrego-me... E, de repente, toda minh'alma começa a sentir seu calor, sua vida... O chão molhado e sujo não impediu que meus joelhos o beijassem e minhas lágrimas, dessa vez quentes, dessa vez de felicidade, encontraram-no deitado à minha frente.
Peguei meu amor em meus braços, beijei-o, acariciei-o. Enfim, sentia tudo o que fiz ser retribuído... em cada gesto... em cada pensamento do meu ser! Coloquei-o, por fim, em meu bolso. Alguém poderia sentir-se tão só quanto eu... e não me importaria de dividir essa paixão!

12 comentários:

Anônimo disse...

Muito bacana o texto bem escrito e envolvente, prendeu minha atençao. Porem nao consigui descobri sobre o que vc se referia no texto em " encontreio deitado" ( imaginei que fosse uma pessoa, alguem querido) porem ao fim do texto vc diz coloquei - o em meu bolso"
quanto a imagem combina perfeitamente com sua amiga

grande beijo do seu amigo Digo

Anônimo disse...

Belo o texto :D
Continue escrevendo assim
;* do seu peguete virtual

Joao.O disse...

O.o adorei o texto...muiiito bom...=]

Mai disse...

adorei!
vc escreve mto bem moça rs

sabe usar bem as palavras...sempre que puder vo voltar aki ;)

Tarsila disse...

meu, que lindo!
a perfeição do encaixe do texto com a imagem é indizível... adorei :)
não sabia que tu escrevia *-*

SirJohn disse...

Animalescamente bom!!
A moça homenageada vai até te agarrar agora! XD

Amei, minha linda. if you want to, i will let you read me whole... page by page, word by word, over and over again.

Extrem,amente bom, enfim, sem puxa-saquismo.

Anônimo disse...

Karaka... muito bom hein... To vendo q vo fica viciada e entra aki sempre de tanto q gostei do q li...
Confesso q me vi em parte do texto hahahah
Bju linda

... Ellen

Harley Quinn disse...

Adorei o texto,me senti dentro dele!!
gostaria q vc fizesse uma particiopação no meu!!
vc é foda guria!!

Denis disse...

Show o Texto!!!!
Coisa de letreiro (quem faz letras)!!!XD

Não, sério!
Legal, legal!
Eu como colecionador de livros, sei bem o que é isso! Eu tenho dó de ver pessoas jogando livros fora, ou doando deliberadamente, sem saber se chegará a quem é de merecimento...

Maravilhoso!

Mitsuo disse...

Digamos, eu gostei do jeito q foi eskrito... ^_^
Bonne chance de exprésser lequel tu sens.. ^^

Claudya disse...

Lovely! Tenho essa paixão pelos livros também. Nunca joguei fora, mas alguns infelizmente vendi em sebos ou foram trocados com amigos. Muito interessante seu espaço, convido-o (se quiser) para conhecer o meu gothicbox. bjs

marcelo disse...

"Eu Gostei Mt da Foto e seu texto esta espetacular, continue assim !"

By MArc